segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

OBJETIVOS

A finalidade deste Blog é registrar os descendentes da família Marimon procedente do casal de imigrantes que trouxeram seu nome e tradição da Espanha para o Brasil.

Caberá a cada visitante do Blog, membro da família Marimon, deixar registrado os nomes dos parentes que mantém ligação com seus ancestrais.

Desta forma manteremos um mapa genealógico que permitirá a visualização do relacionamento que existe entre as pessoas do passado até o presente momento.


Observação: Caso a página abaixo esteja fechada, para postar a sua mensagem, clique nas palavras "OBJETIVOS" ou "comentários".


Para adicionar o comentário deve ser mencionado a Conta Google e fazer login colocando a senha do e-mail. Crie uma conta no Blogger com aceitação dos Termos de Uso, só então terá acesso à publicação do texto.

25 comentários:

  1. Acesse 0 link para ver o Castell de Sant Marsal, situado 20 minutos do centro de Barcelona, que teve sua origem no século XII. Pertencia ao Conde de Barcelona e que foi vendido em 1225 a Ramón de Plegamans, seu filho Marimon de Plegamans, foi o iniciador da família Marimon. Em 1.690 passou para Felix Marimon. 0 castelo permaneceu nas mãos dos Marimon por mais de 700 anos. 0 atual proprietário é o XXII Marquês de Serdañola.

    Os Marimon viviam na Espanha, região de Catalunha, provaram sua nobreza nas Ordens de Santiago (1.582 – 1.601), Montesa (1.627 – 1.635), Alcântara (1.641), Calatrava (1.642), San Juan de Jerusalem (1.675 – 1.775) e Carlos III (1.788). Participaram das Cruzadas, em defesa do cristianismo, na região de fronteira com a França até Santiago de Compostela.

    No final do seculo XIX, por questões políticas da Espanha, os Marimon deixaram a Capital Barcelona imigrando para o Uruguai, daí para o Brasil. Na época existia um acordo entre o nosso País e Portugal que permitia o ingresso de espanhóis, desde que mantivessem um período de permanência no Uruguai ou Argentina.

    Inicialmente, no final da década de 1.880, os Marimon estabeleceram-se no povoado de Seival, o qual teve o seu início na metade do século XIX, anteriormente denoninado de Santa Rosa. Como havia muitas corticeiras na região, semelhantes à planta denoninada seibo, mudaram o nome para Seival. Ficava situado a uma distância de 30 quilômetros do centro de Bagé - RS.

    Hoje Seival pertence ao Município de Candiota, um marco importante nessa região foi a Batalha de Seival que aconteceu em 10/09/1836, travada entre os Farrapos e as tropas do Império, dando origem a República Riograndense.

    Por volta do ano 1.888, os imigrantes espanhóis de Seival, fundaram a Cantina Marimon, na época, uma das melhores vinícolas do estado e precursora de vinhos do Brasil, a qual funcionou por quase 80 anos. 0 referido patrimônio foi vendido a família Miolo que está dando continuidade as plantações de videiras e respectiva produção de vinhos.

    José Marimon era casado com Josefa Marimon, naturais da Espanha, estavam no Uruguai, onde tiveram vários filhos, João (1.872), Joaquim (1.875), Leonardo (1878), Carmen (1.881) e Oscar (1884) o mais novo. Depois da vinda para o Brasil, a Cantina de Seival ficou sendo administrada por João Marimon que casou com Amélia Marimon, deste casal nasceram, Antonio, João Jr., Oswaldo, Homero, Sílvio, José, Judith, Julieta, Diva e Elvira, esta geração deu origem a comunidade de Bagé.

    O Joaquim permaneceu em Seival ajudando na vinícola, lugar em que casou e teve filhos, entre eles o Inácio que também casou em Seival gerando mais oito descendentes.

    Por volta da década de 1890, provavelmente já viuvo, José Marimon veio para Pelotas - RS, trazendo seus filhos Carmen e Oscar, lugar onde casou com Joana Crouzeilles Marimon, deste casamento nasceram mais duas filhas, Rosa e Maria (28/08/1900 - 14/01/1976), as quais vieram para a Capital na década de 1.920, onde constituíram novas famílias.

    Contam que o filho de nome Leonardo teria ido para a Argentina. Hoje tem Marimon por todos os recantos do estado, do país e do mundo, de qualquer forma todos tiveram a mesma origem na Espanha e são parentes como primos em diversos graus e se orgulham de manter a tradição do nome MARIMON.

    castell de Sant Marçal- Início
    www.castelldesantmarsal.com

    ResponderExcluir
  2. Oscar, meu avô, filho de José Marimon, nasceu no Uruguai em 10/08/1884 e faleceu em 23/03/1964 com 79 anos. Em 1905 já se encontrava em Porto Alegre, casando em 1908 com Hulda Coleck Marimon (15/01/1885 - 23/01/1948), ficando do extinto casal, meu pai Nelson Marimon (24/11/1912 - 31/10/1976), mais as filhas Aida, Célia e Isaura, todas casadas e já falecidas. Meu pai Nelson Marimon casou com Maria de Lourdes Schmitz Marimon (18/04/1918 - 31/10/2009), deste casamento nasceram Ernani, Álvaro e Vilson, destes descendentes ainda vivem Ernani e uma filha adotiva de nome Marisa Marimon.

    ResponderExcluir
  3. MEU AVÔ JOSÉ MARIMON (PEPITO),FILHO DE JOÃO E AMÉLIA MARIMON,TODOS MORAVAM EM SEIVAL, ANTIGAMENTE PERTECENTE A BAGÉ,MINHA MÃE ONDINA MARIMON NOGUEIRA, TBEM NASCIDA EM SEIVAL,QUE TEM SEUS IRMÃOS DIRCE,DILSON,JA FALECIDOS E DILMA ,DINAH E DIRCEU VIVOS.
    MEU NOME É MARIA APARECIDA MARIMON NOGUEIRA LOPES,TENHO DOIS IRMÃOS ,JOSÉ FERNANDO E SERGIO FERNANDO MARIMON NOGUEIRA,TODOS MORANDO EM BAGE RS,

    ResponderExcluir
  4. Debora Marimon - 11 de jan
    Agora lendo o teu script do perfil, vi que teu bisavô era pai do meu bisavô, Meu Võ Silvio botou o nome do meu pai de João,minha infância toda foi no Seival dentro daquela adegas de pedra com barris de vinho,amava muito tudo aquilo tenho uma lembrança maravilhosa de infãncia. Que legal agora sei o nome do meu tatavô.
    Abraços!!!
    E vamos nos descobrindo, amo minha familia tenho muito orgulho de ser MARIMON.

    ResponderExcluir
  5. Isis Marimon -

    Meu pai, Ben Hur Marimon, nasceu na Quinta do Seival, naquele tempo era Bagé, agora pertence a outro Município. Era Filho de João Marimon Junior. Eu nasci em Santa Maria e agora moro no Rio de Janeiro. Está faltando o Tio Toneca a Tia Neiva (era minha madrinha) e a Tia Maria que ainda deve estar em Panambi. Eles eram filhos de João Marimon Junior e da minha amada vó Elcia de Castro Marimon. Tenho uma placa de pintar barril da Quinta do Seival de João Marimon e filhos. Agora a Miolo comprou as ruínas da Quinta e relançou o Quinta do Seival, em grande estilo. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Desejo saber qual a fonte desta informação.





      Excluir
    2. As informações contidas neste Blog foram compiladas por pequisas feitas entre os parentes da família Marimon que dispunham de documentação comprobatória de sua história.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  6. Domingos Savio Marimon Deble
    Com certeza somos parentes,só não sei em que grau.Sou bisneto do João Marimon,fundador da vinícola de Seival,neto de José Marimon(Pepito),e filho de Dirce Marimon Deble.Espero que tenhamos contato seguidamente.

    Eram vários irmãos,e filhos de José e Josefa Marimon,vindos de Barcelona.Todos os Marimon são parentes,pois é uma única família,de uma mesma origem,da Catalúnia.A origem mais remota é da França,de onde saíram, em 1200,para a Espanha.Abraço!Savio.

    ResponderExcluir
  7. Silvana Merolillo Marimon 2 de Março de 2012 19:35
    Somos o ramo dos Marimon nascidos no Alegrete.
    Bisnetos do João Marimon, netos de Antonio e Jandira e filhos de Ary e Rosélia Marimon.
    Claúdio Marimon, casado com Vaine e pai de Flávia e Aline
    Eduardo Marimon, casado com Ana Magda e pai de Marcela e Milena
    Décio Marimon, casado com Silvana e pai de Mariana, Manoela e João Antônio
    Norma Marimon, mãe de Jana e Jessica Marimon Simões
    Ary Marimon Filho, casado com Marilise e pai de Anna Luíza, Gabriela e Giovanna.
    Já estamos na 6ª geração dos Marimon no Brasil, com o meu neto, filho da Mariana, Fabrício Marimon Floriano que agora em março completa 2 anos.

    ResponderExcluir
  8. Domingos Savio Marimon Deble (savio)-Sou tataraneto de José e Josefa Marimon,Bisneto de João Marimon e Amelia Marimon,neto de José(Pepito) Marimon e Glória Faria Marimon,filho de Gabriel Malcon Deble e Dirce Faria Marimon.Gabriel e Dirce tiveram 7 filhos-José Francisco(falecido),João José(falecido),Maria de Loudes,Marta Terezinha,João Bosco,Maria Auxiliadora,e Domingos Savio.

    ResponderExcluir
  9. Francielle Marimon Dias Bessa
    O Joaquim era pai de meu bisavô Inácio Marimon, casado com Vivina Peraça os quais tiveram oito filhos, Nei e Wanir (já falecidos), Maria Wanda (minha avó), Wandir, Geni, Neci, Nadir e Newton.

    Wanir não teve filhos, Nei não lembro, Maria Wanda teve Maria de Fátima que teve eu e Lauren, e Paulo (adotado) que teve Luziana que teve Gabrielli, Luzitânia que teve Natália, João Pedro, Jean Lucas e Vagner que teve Eliezer e Talita.

    Wandir criou Daniel e Renato. Geni teve Cleonir que teve Thaís e Thiago. Neci teve Tânia que teve Nauan e Valdecí que teve Luiz Inácio. Nadir teve Dirlene que teve Tuan e Saulo. Newton teve Neviton que teve Tainã; Luciana, Mara e Sandra que teve Karina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nadir, filho de José inácio e Vivina Marimon,neto do vovô Joaquim (como ele chamava), teve a mim, Dirlene e meu irmão Saulo. Eu tenho um filho chamado Thuan. Moramos em Porto Alegre.
      O tio Nei, irmão do meu pai, teve a Rosemery Marimon e o Rubiney Marimon. Este tem um filho chamado Yuri.

      Excluir
  10. Cecy Marimon Gonçalves
    Em Seival, quando éramos crianças, já haviam poucos parentes: Meu pai Homero e nós: Amélia, Cecy e Geraldo (a Beatriz já morava em POA) e o tio Antônio e os primos mais chegados: o Argeu e seus fihos (Tânia, Ângela, Luiz Antônio e Maria Luiza (que foram criados junto conosco), a Aldina (na cidade) e os primos Marco Antonio, Orlando e Cleusa, o Ari (em Alegrete, e os primos Cláudio, Eduardo, Décio e Norminha (depois veio o Arizinho).

    ResponderExcluir
  11. Caroline Marimon Mello
    Sou bisneta de Sílvio Feijó Marimon e Marina da Cunha Marimon, neta de João da Cunha Marimon e Vanda da Rocha Marimon, filha de Débora Marimon.

    ResponderExcluir
  12. Débora Da Rocha Marimon Eu sou Débora da Rocha Marimon, bisneta de João Marimon e Amélia Feijó Marimon, neta de Silvio Feijó Marimon e Marina da Cunha Marimon, Filha de João da cunha Marimon e Vanda da Rocha Marimon,, Casei com Augusto Mello Filho e tive uma filha que se chama Caroline marimon Mello. Sou natural de Bagé

    ResponderExcluir
  13. Rejane Marimon Eu sou Rejane da Rocha Marimon, bisneta de João Marimon e Amélia Feijó Marimon, neta de Silvio Feijó Marimon e Marina da Cunha Marimon, Filha de João da cunha Marimon e Vanda da Rocha Marimon,, Casei com Marcelo Tefile Azzolin e tive uma filha que se chama Franciene Marimon Azzolin, casada e com Francisco José Bueno da Rocha Brito eles tem uma filha chamada Isabela Azzolin da Rocha Brito. Me separei e sou casada com Fábio de Aguiar Mendes. Sou natural de Bagé

    ResponderExcluir
  14. Silvio Marimon, esposo de Marina da Cunha Marimon, pai de Joao da Cunha Marimon, falecido. Joao era casado com Vanda Da Rocha Marimon, pai de Débora da Rocha Marimon, Alexandre da Rocha Marimon e Rejane da Rocha Marimon, avô de Caroline Marimon Mello, Franciene Marimon Azzolin da Rocha Brito, João Artur Ribeiro Marimon, o qual seguirá com o sobrenome de nossa família

    ResponderExcluir
  15. Sérgio Marimon
    À todos os parentes deste grupo:
    Meu nome é Sérgio Fernando Marimon Nogueira, filho de MARIA ONDINA FARIAS MARIMON ,filha de JOSÉ MARIMON e MARIA DA GLÓRIA FARIAS MARIMON ,bisneta de JOÃO MARIMON e AMÉLIA MARIMON. Resido em Bagé - RS.

    ResponderExcluir

  16. Fenelon Marimon da Cunha 3 de novembro de 2013 01:28
    Ola Ernani.Sou neto do João Marimon.Nos relatos na familia só tinha conhecimento do Joaquim, irmão do João. Não sabia do Oscar, teu avo. Sobre os Marimon na Argentina, tem um famoso piloto de automoblismo falecido em acidente, Onofre Marimon. Certa vez num jogo de futebol no Peru vi o anuncio nas placas de publicidade de um Supermercado Marimon. Valeu pelo conhecimento do Castell de Sant Marçal. Um neto do Joaquim, ja falecido, me falou nosso bisavo José era muito rico e tinha navios de transporte para a América do Sul e se meteu a dar um golpe no rei e lhe tomaram tudo e teve que fugir e ele estava juntando material para entrar com uma ação na Espanha. Minha mãe falava da sua avó Josefa (não sei se conheceu) que era muito distinta e ficava o tempo inteiro num quarto escuro em trajes espanhóis pensando na vida (provavelmente se recordando dos bons tempos em Barcelona. Tem épocas que dou uma pesquisada na familia; agora com o face melhorou o relacionamento.É um prazer a interação. Fico a disposição para troca de informações. Meu e-mail fenelonmcunha@brturbo.com.br. Quando fui a Barcelona, minha ídéia era ter contato com um parente, mas esses tours são muito rapidos e não deu, mas la tem bastante Marimon na lista telefonica. Valeu um abraço. Fenelon

    ResponderExcluir

  17. Fenelon Marimon da Cunha 3 de novembro de 2013 01:28
    Ola Ernani.Sou neto do João Marimon.Nos relatos na familia só tinha conhecimento do Joaquim, irmão do João. Não sabia do Oscar, teu avo. Sobre os Marimon na Argentina, tem um famoso piloto de automoblismo falecido em acidente, Onofre Marimon. Certa vez num jogo de futebol no Peru vi o anuncio nas placas de publicidade de um Supermercado Marimon. Valeu pelo conhecimento do Castell de Sant Marçal. Um neto do Joaquim, ja falecido, me falou nosso bisavo José era muito rico e tinha navios de transporte para a América do Sul e se meteu a dar um golpe no rei e lhe tomaram tudo e teve que fugir e ele estava juntando material para entrar com uma ação na Espanha. Minha mãe falava da sua avó Josefa (não sei se conheceu) que era muito distinta e ficava o tempo inteiro num quarto escuro em trajes espanhóis pensando na vida (provavelmente se recordando dos bons tempos em Barcelona. Tem épocas que dou uma pesquisada na familia; agora com o face melhorou o relacionamento.É um prazer a interação. Fico a disposição para troca de informações. Meu e-mail fenelonmcunha@brturbo.com.br. Quando fui a Barcelona, minha ídéia era ter contato com um parente, mas esses tours são muito rapidos e não deu, mas la tem bastante Marimon na lista telefonica. Valeu um abraço. Fenelon

    ResponderExcluir
  18. MaraMarimon filha de Newton Marimon mae de Lucas Marimon Rodrigues,tenho dois irmaos NewtonLuiz Marimon pai de Tainã,Sandra Marimon mae de Luciana e Carina,moro em Pelotas

    ResponderExcluir
  19. Fenelon Marimon da Cunha Dos filhos, filhas, noras e genros, a Tia Yara é o último baluarte. Dos netos e netas do casal João e Amélia, a Dilma, mãe da Anginha, o Ari Marimon e algum filhos do Tio João são os mais antigos vivos


    Cecy Marimon Gonçalves Claro, queridos, minha mãe se referiu a essa geração não pela idade, mas pela "hierarquia" hehehehe... dos filhos, filhas, genros e noras, só sobrou a minha mãe... mas ainda temos muitos representantes, visto que meu pai casou velho e muitos/as de nossos primos e primas são da idade da minha mãe... (em Balneário Camboriu tem a Dinah e a Maria, o Ary em Alegrete, a Dilma em Bagé, entre outros...) a vovó Yara está fazendo 87 em agosto.

    ResponderExcluir

  20. Fenelon Marimon da Cunha

    Morei em Seival até os 7 anos, numa casa em frente à adega (vínicola) do Vô João. Não conheci Vó Amélia, Convivi muito com os Tios Antonio e Jandira, Osvaldo e Hulma e Homero e Yara, com primos e esposos (as) Argeu, Ruth, Aldina (Didi), Wilson, José Laurindo, pouco com Beatriz, Osvaldinho, Ceci, Amélia, Ari, Cleusa, Marco Antonio, nucleo de seival. Desculpem se esqueci alguem. Tenho muitas estórias. Deixo aqui registrado nossa Tia Diva, que não casou e não teve descendência, mas era uma pessoa sensacional, tratava seus sobrinhos como se filhos fossem. Se do interesse dos marimon mais jovens vou escrevendo, com o intuido de motivação para promover um encontro familiar

    ResponderExcluir
  21. Agradeço ao meu primo Ernani Marimon por ter se dedicado a esta pesquisa tão valiosa para esclarecer a nossa origem e buscar todos estes conhecimentos e pessoas queridas que conhecemos e agregar novas pessoas que não conhecemos.

    ResponderExcluir